Testo


" O espírito se enriquece com aquilo que recebe;
o coração com aquilo que dá. "

Bem Vindos ao Portal Arco Íris

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

ELO DE COMUNICAÇÃO ENTRE A MENTE INFERIOR E SUPERIOR



ELO DE COMUNICAÇÃO ENTRE A MENTE INFERIOR E SUPERIOR

De acordo com os ensinamentos teosóficos e da Escola Arcana, o antahkarana é o caminho ou ponte entre a mente superior e inferior, servindo como meio de comunicação entre as duas. Podemos então imaginar o antahkarana como um braço esticado entre o Eu Superior e a sua personalidade, ou seja, um seu fragmento que desceu à encarnação e que é um seu investimento.

Simbolicamente, quando este braço reúne-se à mão (personalidade), alcança-se a comunicação entre os dois.

É no estágio de aspirante espiritual que o ser humano se encontra jogando com os opostos, no conflito entre espírito e matéria, vontade e desejos, manifestando o domínio intermitente e irregular de sua natureza superior, enquanto o eu inferior procura conquistar o discernimento e o desapego das coisas do mundo material. Despertando para a natureza divina, vai crescendo em sua mente de que ele próprio é algo mais que corpos inferiores e perecíveis, vivendo assim as etapas iniciais de uma revelação. À medida que essa revelação acontece e é por ele alimentada, inicia-se uma aproximação entre o eu inferior e o superior, que posteriormente será transformado em encontro, união e fusão de ambas as naturezas. E essa ligação entre o homem no plano físico e o Eu Superior inicia-se tênue e irregular de início, posteriormente se fortalece, intensifica-se e alarga-se a ponte entre ambos, o antahkarana.

Existe ainda uma correlação entre o desenvolvimento dos chakras e o antahkarana. Pode-se afirmar que frequentemente uma cota suplementar de energia desce através do antahkarana para o seu eu inferior, procedente do Mestre ou do próprio Eu Superior, para qualquer um dos chakras que se deseje seja estimulado. Essa parcela suplementar de energia tem a propriedade de ampliar o tamanho e o brilho da estrela no coração, a estrela da consciência, o próprio Eu vivo no coração do homem, e a última partícula que se desprende do homem por ocasião da morte, pois como se sabe o coração é a sede do espírito.

Como se forma o antahkarana

Da Tríade Superior sai um fio delgado e radiante mais forte que o diamante; como minúscula radícula é um fio dourado de vida revestido de matéria búdica.

Esse fio chama-se sutratma e é ele que encadeia as encarnações como contas numa linha. À proporção que a alma humana evoluí, esse fio torna-se um canal – o antahkarana – podendo assim receber cada vez mais as energias superiores do inesgotável oceano do espírito que flui por esse canal expandindo-se como um caminho luminoso, ligando a natureza terrestre à Tríade Divina.

Evidentemente, a melhor forma de expandir o antahkarana e criar um fluxo permanente de energia entre o eu inferior e o Superior é através da meditação.

Durante a meditação as energias dos veículos inferiores ascendem, dirigindo-se para os planos dos corpos superiores enquanto as energias superiores são sintonizadas, despertam e afluem, descendo ao encontro das primeiras. Quando essas duas energias se encontram no plano mental – via antahkarana – ocorre uma grande fusão e sublimação, colocando os chakras superiores em atividade e os chakras médios em mais dinâmico funcionamento.

Trecho do livro: Primeiros Passos na Estrada



Agradecemos a inclusão deste blog em seu compartilhamento.
Honre o Divino em você, honrando o Divino nos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...