Testo


" O espírito se enriquece com aquilo que recebe;
o coração com aquilo que dá. "

Bem Vindos ao Portal Arco Íris

sábado, 25 de março de 2017

PÂNCREAS

O PÂNCREAS

Do ponto da anatomia e da fisiologia do corpo humana, o pâncreas é um orgão glandular situado atrás do estômago, que mantém relação anatômica com o duodeno e o baço.

É uma glândula exócrina e endrócrina, com acentuada influência tanto na digestão quanto em processos metabólicos, especialmente em relação à transformações dos açúcares.( Além das enzimas que ajudam na digestão, o pâncreas regula por meio da insulina os açúcares no sangue, informando o fígado e vários tecidos ( sobretudo os adiposos). O pâncreas é capaz de detectar variações infinitestimais de açúcar ( de ordem do décimo de grama).

De alguma forma, poder-se-ia dizer que o estômago é a vísera do pâncreas e do baço.

O Pâncreas está simbolicamente vinculado à realização ou transformação da carne.
Assim como outros orgãos do corpo evocam a germinação, o crescimento, a eliminação ou purificação, o pancreas e voca a transformação.

Na tradição Judeu-cristão, a carne não pode ser identificada com o corpo, nem com a matéria. Ela é o complexo psicofísico do homem em sua existência concreta e total. A carne é o fundamento último e a expressão da pessoa,carregada e expressa no corpo.

A carne, ontologicamente, é o acme do eros. Na mitologia grega, Eros era filho de Vênus e o deus do Amor.No sentido psicológico, traz à lembrança o princípio de ação, símbolo do desejo, cuja energia é o libido.

Por que a palavra carne presta-se a tanta confusão? 

Para muitos, a carne ''é fraca'' por ser ligada à materia e por isso torna-se um equivalente do mal, sinal do pecado e da perdição. Como já foi evocado, mais do que do corpo, na eucaristia trata-se da carne e do sangue de Cristo, ALIMENTO TRANSCENDENTAL. Seria mesmo a  CARNE DE ESSÊNCIA DIVINA?

Porque, na limguagem de Paulo, ela é apresentada como oposta ao espírito, sinal da Queda e da imperfeição humana?

O Credo não termina com a afirmação da crença na ressurreição da carne?

Do ponto de vista simbólico, parte dessa aparente contradição encontra resposta no próprio pâncreas, órgão associado ao estômago r ao fígado....

''Começo da Sabedoria é o genuíno desejo de ser por ela educado;querer ser por ela educado é amá-la, amá-la é guardar suas leis, conservar suas leis é estar seguro da incorruptibilidade, e a incorruptibilidade aproxima de Deus'' (Sb 6,17,-19).Na tradição jude-cristão, quando a carne morre para a superficialidade, para a hipnose da matéria e funda-se na interioridade do Ser, ressuscita para um corpo glorioso: '' Mesmo que tenham destruído a pele, em minha carne, contemplarei o Senhor''( Jó 19,26 ) ou ainda '' O Verbo se fez carne, habitou entre nós e nós vimos a sua glória'' (Jo 1, 14).

CORPO - Território do Sagrado de Evaristo Eduardo de Miranda

Pâncreas - por Cristina Cairo
 Pâncreas é uma glândula de função dupla que desenvolve atividades essenciais para a continuidade da vida.

O pâncreas lança no duodeno o suco pancreático que se destina à digestão de substâncias ácidas. Produz também a insulina, que é o agente requerido para o aproveitamento do açúcar pelo organismo. A produção insuficiente de insulina dá origem ao diabetes.

Quando uma pessoa passa a sentir a vida triste e sem doçura, perde lentamente as duas funções do pâncreas. Não consegue eliminar a “acidez” dos sentimentos e não consegue mais manter os seus pensamentos “doces”.

A pancreatite simboliza a perda da ”doçura” da vida e indica que a pessoa está, constantemente frustrada, imaginando que jamais conseguirá realizar o que sonhou, porque acredita que não há “gosto” em continuar tentando e que a vida sempre dificulta seus desejos.

Aprenda a aceitar os acontecimentos, sejam eles quais forem, de maneira analítica e não emocional. O que estou propondo é que você transforme todos os seus aborrecimentos e frustrações em pensamentos de aceitação provisória otimista. Isso quer dizer que você deve tranqüilizar-se, prestar atenção no fato que o aborrece, enxergar seus próprios erros e, enfim, tentar novamente sem medo e com número menor de erros.

Acredite sempre em você e tente vários métodos de alcançar o sucesso.

Diabetes

O acúmulo de muitos golpes contínuos, como amor perdido, frustrações financeiras, traições, faz com que a pessoa se apegue àquilo que já passou porque, inconscientemente, não consegue se acostumar à realidade das perdas. Assim a pessoa arrasta uma profunda mágoa pelo que ficou no passado e sente que o “doce” da vida acabou. A partir de então, passa a temer o futuro porque sabe que o “gosto” dele pode ser amargo e a insegurança predomina em seu coração.

Quando você compreender que criamos nosso próprio destino, perceberá que aconteceram tantas coisas só porque você não aprendeu a controlar seus pensamentos.

Tudo o que você já viveu foi apenas para ensiná-lo que, mesmo com problemas, poderemos achar a vida “doce”, pois quem dá mais sabor a ela somos nós mesmos.

Espiritualize-se até o ponto de sentir que é agradável poder mudar os caminhos e tentar novos horizontes. Solte o que passou e perdoe sinceramente todos aqueles que, pela ignorância, o fizeram sofrer. A felicidade não entrará em nosso coração se guardarmos mágoas do passado: como seremos dignos da felicidade se não soubermos perdoar?

Tantas portas e janelas para serem abertas, de onde o sol mostrará o seu brilho e calor, e você aí, preso a fatos que já se foram! Acorde, criatura! Seja feliz.

Acredite que seu sol sempre brilhou mas você, que só aprendeu a desconfiar, fechou-se num mundo irreal de habitantes sem amor.

Permita a felicidade e a esperança de novos acontecimentos entrarem em sua vida, livres de toda a imagem do passado. Sinta a doçura em seus atos e em suas palavras e deseje, do fundo de sua alma, a verdadeira alegria de viver. Progrida sem medo do futuro e amplie seus conhecimentos para que você possa descobrir que existem caminhos diferentes, de tudo que você já tentou. Pode acreditar!
Cristina Cairo, do livro Linguagem do Corpo 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...